Se você está iniciando ou já está trilhando a carreira de produtor de eventos, aqui vão umas dicas para facilitar sua jornada:

Em primeiro lugar, fique certo que você, produtor, é a “cortina” que abre a arte para o público. m segundo, perceba qual é seu público alvo: idade, gostos afins (tipo de música, consumidor adequado ao patrocinador, etc.), e somente depois dessa análise escolha, com muito cuidado, local, data e hora para a realização do seu evento. Pense bem: você, produtor, é responsável pelo entretenimento e a segurança física e moral do seu público, dos artistas participantes do seu Evento e da sua equipe.

É importantíssimo o cuidado com a escolha do local. São inúmeros os itens que envolvem esta escolha:

  • segurança
  • saídas em casos de emergência
  • transportes para o público
  • estacionamento
  • sinalização
  • condições para a instalação da praça de alimentação
  • higiene
  • apoio médico
  • hospedagem dos artistas
  • hospedagem da equipe de produção
  • transportes para artistas e para a equipe de produção
  • alimentação
  • etc. (nesse “etc.” pense em tudo – camarins (completo), banheiros, áreas destinadas a convidados especiais, cerimonial, …)

Quanto a data e a hora, pense em questões como:

  • Tem feriados e datas que possam impedir seu público de comparecer (dia das mães, dos pais, da criança, páscoa, etc.)? Fique atento: cada aniversário de Cidade ou dia de Santo Padroeiro no Brasil é feriado..
  • Cuidado com os horários de rush.
  • Observe as questões climáticas da localidade do seu Evento. Por exemplo: é comum chover “muito” no Rio de Janeiro em janeiro – assim, programe-se para mudanças de datas em situações “catastróficas” (enchentes, etc.) – você pode não querer acreditar, mas elas acontecem com uma certa frequência, e dão um prejuízo absurdo…

Depois de determinar o público alvo, o local, a data e o horário do seu evento, procure a(s) Secretaria(s) Municipal(ais) de Cultura e/ou Turismo do Município escolhido para o seu evento. É através delas que você vai conseguir as autorizações e apoios para a realização de tudo:

  • em primeiro lugar, a autorização formal para a realização do evento
  • locação do espaço público
  • segurança
  • questões de acesso, estacionamento e mudanças no trânsito, quando necessárias
  • apoio médico
  • bombeiros
  • legalização para divulgação pública
  • autorizações para: locação de banheiros químicos, praças de alimentação, recolhimento de lixo pós evento (importantíssimo), praça de feiras de artesanato, etc.
  • impostos
  • etc.

OBS:
Em nossos endereços úteis você vai encontrar o caminho das Secretarias Estaduais de Cultura que através delas você consegue a do Município que você procura.

Atenção:
Se esta não é a sua “Praça”, é recomendável escolher um bom produtor local para lhe ajudar no seu trabalho – eles sabem melhor do que ninguém os entraves e as soluções dos inúmeros detalhes de cada produção de sua região.

Mais dúvidas?  Procure em Como preparar e apresentar um Projeto para seu Evento.