Jay Vaques

Por: Lidiane Madureira

Lidiane Madureira é compositora, escritora e produtora fonográfica e de eventos de ponta. A menina tem talento, alegria de viver, é linda, uma graça de pessoa, e com tantos predicados não poderíamos deixar de tentar “tirar uma casquinha” – e não é que ela aceitou… Com tanto o que fazer nos cedeu a honra de fazer parte de nosso “Expediente” – e nada como uma linguagem nova para dar mais luz ao nosso Alô Música.
Sua primeira empreitada foi entrevistar Jay Vaques, que está lançando DVD, com muito a dizer…
Obrigada, Jay. Ótimo trabalho nessa maratona de lançamento!
Obrigada, Lidiane – bem vinda! É um imenso prazer te-la em nossa Equipe.

Solange Castro

 

Lidiane – Olá, Jay! Antes de começarmos a nossa entre-vista, gostaria de parabenizá-lo pela sua criatividade e empenho em conscientizar os jovens com suas crônicas musicais! Você faz um excelente trabalho não só musical como também social! Parabéns!
Então, vamos lá! rs… Bom, perguntinha básica: Como você ingressou na carreira artística? Você teve influência dos seus pais?

Jay Vaques – Meus pais são músicos… Desde sempre, tive a oportunidade de conviver nas entranhas de tudo que diz respeito ao ofício. Ainda criança, trabalhava cantando diversos Jingles… Sempre estive envolvido com a música, shows, cd’s e mesmo peças… (participei de musicais como o “Cazas de Cazuza”)

Lidiane – E ter pais músicos te ajuda, te atrapalha ou não interfere em nada em sua carreira? (rs)

Jay Vaques – Mais ajuda do que atrapalha (embora atrapalhe bastante em certos aspectos), mas francamente, isso não é determinante para nada nessa carreira.

Lidiane – Quando você está escrevendo já existe uma co-relação com imagens? Você monta clipes, histórias enquanto cria ou são criações que fazem parte do seu inconsciente?

Jay Vaques – Minhas composições costumam ter sim uma relação visual muito significativa. Tenho clipes “prontos” para praticamente todas as músicas que componho.

Lidiane – Como é estar no palco?

Jay Vaques – Um enorme prazer.

Lidiane – Qual é a relação da Internet com o seu trabalho?

Jay Vaques – Boa! Tiro proveito como posso.

Lidiane – E falando nisso, o que você acha da pirataria, que em sua maioria acontece pela Internet? Isso te ajuda ou te atrapalha?

Jay Vaques – A pirataria afetou a realidade dos grandes vendedores. Estabeleceu novos números para a indústria de forma implacável e inexorável, mas também afetou por tabela artistas ainda não consolidados… ( meu caso ) já que as gravadoras investem cada vez menos naquilo que é “incerto”. Realmente arriscam/ousam quase nada… Vão apenas no óbvio e supostamente “seguro”…. O que é péssimo!rs E novidades ficam “escondidas” pela Internet, mas os “garimpeiros” acabam encontrando muita coisa bacana e claro que nessa medida, a Internet é ótima para mim e para qualquer outro artista honesto que esteja batalhando para divulgar seu trabalho…

Lidiane – Jay, li um ‘artigo’ na Internet (www.jayvaquer.com/pressportuguese )sobre um livro chamado “O Triângulo do Diabo” que diz que o guitarrista Jay Vaquer é o autor. Esse livro tem alguma relação com você ou foi escrito pelo seu pai? Fale um pouquinho sobre isso?

Jay Vaques – É coisa de meu pai… Não tenho qualquer relação com isso.

Lidiane – Você tem uma forma diferente de escrever, de cantar e de gravar suas músicas. De onde surgem as idéias? Quais são suas maiores influências?

Jay Vaques – Cinema e Literatura… Me influenciam bastante.

Lidiane – Nos seus futuros trabalhos, pretende abrir espaço para novos compositores?

Jay Vaques – Não tenho esse desejo. Não está em meus planos. Preciso cantar/contar aquilo que componho/crio, que por sua vez, nasce de uma necessidade enorme de registrar/comunicar/expressar cada nova composição e também tenho bastante material inédito.

Lidiane – A crítica da Revista Rolling Stones diz que “Se você fosse americano seria mais valorizado no Brasil”. Você concorda? O que acha dos valores musicais de nosso país?

Jay Vaques – Concordo. É muito possível… A Jornalista escreveu que se eu apresentasse rigorosamente o mesmo trabalho, com os mesmos arranjos, mas com as letras em inglês, os “rockeiros brasileiros” iriam gostar muito do que faço…mas por cantar em português, rola uma certa resistência… Entendo que isso aconteça sim e compreendo esse processo tb… Mas nada que o tempo não resolva… Assim espero!!! (rs)

Lidiane – Você já pensou em escrever peças de teatro ou mesmo filmes e novelas? (Se não, deveria!).

Jay Vaques – Já sim!!! Um musical…. Estou escrevendo.

Lidiane – Agora falando do tão esperado DVD… O que os Fãs do Jay podem esperar dessa gravação? Quais serão as novidades que acontecerão no Vivo Rio/RJ no dia 20 de novembro?

Jay Vaques – Será um show muito especial, mas não quero adiantar nada… (rsrs) SURPRESA! Feriado…10 reais… Poooxa… Bora!!(rs) e vocês vão ver um show realizado com muito suor, carinho, esforço, cuidado, esmero… RESPEITO.

Lidiane – Mesmo com o cansaço do dia você pretende atender aos Fãs?

Jay Vaques – SEMPRE!

Lidiane – Há algo que não lhe agrade quando o assunto é camarim, fãs, fotos, imprensa, etc?

Jay Vaques – Tudo me agrada!

Lidiane – Sei que é cedo pra falar sobre isso, mas alguns Fãs não poderão assistir ao show pela distância (porque são Fãs de todo o país) e, portanto, ficarão ansiosos com o lançamento. Você já tem alguma previsão? Sabe por qual gravadora será distribuído ou se será totalmente independente?

Jay Vaques – Ainda não sei. Provavelmente será lançado em março.

Lidiane – Bom Jay, deixe um recado aqui, convidando seus Fãs (e aqueles que ainda não o são) para assistir a gravação do seu DVD no Vivo Rio.

Jay Vaques – Apareçam nesse show! Será o registro de um momento muito importante nessa batalha que tem sido levar a carreira adiante… Estejam presentes. A gravação será bem divertida! Levem amigos que ainda não conhecem o trabalho… O show estará bem bacana! Acho que vão curtir…. Até lá! (rs)

Lidiane – Jay, admiro muitíssimo o seu trabalho. Muito obrigada pela entrevista! Uma ótima gravação! Sucesso! Estamos sempre na sua torcida e abertos para ajudar no que estiver ao nosso alcance! Acredito que o seu trabalho diferente faz a diferença nos seus ouvintes. Embora o apoio de imprensa e profissionais esteja (ou seja) ESCASSO, você ainda chegará muito longe (mas não deixe de ficar perto daqui! rs)

Jay Vaques – Obrigado!!! Estou exausto… Mas acho que respondi direitinho, né!? Beijo.

Lidiane – Sim, respondeu! Bjs,

Lidiane Madureira
madureira@informemusical.com.br